Suposta fórmula do sucesso

    Não tem nada haver com natal, fim de ano, fim de feria as e etc. Mas é que eu preciso falar sobre o que está me atormentando. Em um cubículo de sala de espera, do dentista da minha mami, tinha uma revista super interessante, e eu li (aprendi a ler com 6 anos, isso é relevante?). A fórmula do sucesso, dizia a capa! Tá, que seja. Mas o lance e o seguinte: lá dizia que tudo é pratica.E para você ficar realmente bom em alguma coisa, tem que praticar. Isso é obvio, eu desenhava com muito mais facilidade com 12 anos do que agora, pois eu desenhava sempre! Até que indo mais a fundo, essa "pratica" equivale a 10 mil horas. 
   Então meu mundo caiu! Por que as pessoas me elogiam tanto? Não desenhei nem 2 mil horas na minha vidinha. Eu tenho 18 anos e não desenhei nem 2 mil horas. Eu, naturalmente, fiquei revoltada e indignada . E esse discurso das 10 mil horas eu uso para tudo,agora. 
  Pesquisando na internet, vi que a revista Época publicou algo parecido, além de outras teorias por aí. Claro que as 10mil horas nãoé só o elemento da fórmula! Ela ainda tem como ingediente a sorte : "Além de dedicação, é preciso estar no lugar certo, na época certa e com a idade adequada, diz livro de Gladwell". E é ai que meu mundo caiu meeeesmo! Como assim sorte? Infelizmente essa palavra não faz parte do meu vocabulário. 
   Outra parte da reportagem que me chamou atenção, foi essa:  De acordo com Gladwell, os estudiosos costumam dar destaque exagerado às qualidades dos bem-sucedidos e pouca atenção à época em que viveram, aos valores de sua geração e mesmo à idade que tinham ao atingir grandes realizações.  Isso faz muito sentido. Não se faz mais artista como antigamente. Não preciso dar meus exemplos malucos para mostrar isso. Até porque eu posso ferir os sentimentos de alguem que pertença a uma certa família... se é que você me entende. 
      Só queria dizer isso. Sabe, talvez eu não tenha alcançado minhas horas ainda porque eu perdi meu tempo com outras coisas (?). E ao memo tempo,mostra que não é questão só de habilidade. Mas sei lá, pra quem tem até laudo psiquiátrico de super dotação (olha o ego), me senti a pessoa mais triste do mundo. Ainda tenho que estudar muitas horas para entender a matemática (buáaaaa) e para passar no maldito vestibular.


Clique a veja a reportagem. 

2 comentários:

Thamy at: 24 de dezembro de 2010 12:59 disse...

Hehehe
será que eu já gastei 10000 horas escrevendo?

eu tbm desenhava tardes e tardes quando era pequena, não faço isso mais...

Feliz Carnaval!

Debbys at: 26 de dezembro de 2010 00:40 disse...

naum aguento mt ler essas reportagens... nunca entendo nem concluo nd demais.. ahaha
bjsss